Lançamento! Nas Entrelinhas de O Pequeno Príncipe

Compre o eBook na Amazon!

No ano de 2015, as obras de Exupéry, por ocasião do septuagésimo primeiro ano de sua morte, entraram em domínio público. Como resultado, diversas editoras resolveram homenageá-lo, publicando, cada qual ao seu estilo, O Pequeno Príncipe.

Como não poderia deixar de ser, a Editora Universo resolveu participar desta homenagem. Contudo, optamos por exaltar a linda mensagem que Exupéry deixou nas entrelinhas desta linda obra, procurando, de alguma sorte, tentar penetrar no pensamento deste aviador solitário, que se aproveitava das longas horas de voo para esquadrinhar vários dos escritos com os quais nos presenteou. À partir deste pensamento, surgiu a ideia de produzirmos uma obra comentada.

Nossa humilde intenção, de levar o leitor para dentro do universo “Exuperyano”, reside no fato de que, apesar de O Pequeno Príncipe ter se tornado uma obra de grande aclamação mundial, e de Exupéry ter escrito outros livros de semelhante quilate, poucos são os leitores que foram além deste livro. E não indo, consequentemente não poderiam compreender o maravilhoso ser humano, patriota, esposo, aviador, formador de opinião, confidente, parceiro e amigo de tantas pessoas. Por onde quer que tenha passado, Exupéry deixou marcas indeléveis de sua espiritualidade e espirituosidade!

Quando um escritor consegue prender a atenção de seus leitores, levando-os aos mais diversos sentimentos e emoções ao longo de seus escritos, então ele os fisgou! Neste sentido, Exupéry era um exímio pescador! Mas em vez de colocar iscas, ele colocava seu coração: Costumava dizer que exauria-se e transpirava gotas de sangue à cada texto que escrevia: Escrevia com o corpo e com a alma! E fazia isso com uma dedicação incomum, e com uma rara sensibilidade!

O Pequeno Príncipe, no que diz respeito à Exupéry, pode ser considerado, de alguma forma, uma espécie de autobiografia, mas com um leve toque profético, que vislumbra o futuro breve, já que foi escrito aproximadamente 1 ano antes do desaparecimento de seu avião, na costa da Sardenha. E desta forma, a alma de Exupéry mistura-se à de seu pequeno príncipe, tornando-os, quem sabe, a mesma pessoa.

Finalmente, desejamos que esta obra seja de grande valia tanto aos leitores “principiantes” nas obras de Exupéry, quanto àqueles que já o conhecem.